domingo, Outubro 31, 2004

This is Halloween!

FELIZ HALLOWEEN a todos que lerem isto... Abaixo ficam algumas sugestões para terem um Halloween... Digamos... bem mais animado... Mais sugestões em www.rotten.com. Excelente site que recomendo vivamente a todos que estiverem mortinhos por ver coisas terroríficas!

Feliz Halloween a Todos que Me Querem Bem!!! ...E os que Não Querem Podem ir Para o Além!


Feliz Halloween - Principalmente a Todos os Homens...


Feliz Halloween - Principalmente a Todas As Mulheres...


Stage Fright... Again!

Sabem porque é que é que eu acredito que não vou ser stand-up comedienne?
Porque para subir a um palco, pegar num objecto com o formato que tem o micro (que a pesar de se chamar microfone é... BEM GRANDINHO) e apróximá-lo da boca para simplesmente usá-lo para falar?!... É preciso ter tomates!...
Acho que no primeiro dia que me metessem um microfone nas mãos eu não ia fazer stand-up comedy... Ia fazer sit-down comedy...
Sentava-me em cima do micro! Assim numa de experimentar coisas novas, para ver no que é que dáva...
E sabem no que dáva?
Provávelmente dáva comigo nas Urgências do Hospital Pedro Hispano com este eloquente discurso...
«Ah... Sabe o que foi, Doutor... Eu estava a subir ao palco para fazer uma routine... Era a minha primeira vez... Sabe... Depois, tropecei no tripé... E imagine-se onde o microfone se foi enfiar... Esse GRAAANDE maroto..
Ou então começava a esfregá-lo com força a ver se saía de lá... Um Génio... (Com mau génio...)
Já estou mesmo a ver qual!
O espírito do GRAAAAAAAAAANDE, ENORMÍSSIIIIIIIMO, GENIALÍSSIIIIIIIIIIMO, FABULOSÍSSIIIIIIIIIIIMO...
Bill Hicks!!!
Quem sabe... A dizer-me em Inglês dos States:
Damn gal' ... It's all good! Right on! Give it to me... Whoa, baby!
* Tradução para Português (Norma Padrão) seria algo do tipo: "Isso... Filha, está quase... DÁ-ME TUDO QUE TENS PARA ME DAR... Aaaah... Oh oh..."

Pensamento Culinário

Porque é que não há comida para gato com sabor a rato?

The Perfect Man

Não sei quem escreveu, só lamento não ter sido a Eu!!!

THE PERFECT MAN

The perfect man is gentle,
Never cruel or mean;
He has a beautiful smile,
And keeps his face so clean.

The perfect man likes children
And will raise them by your side.
He will be a darn good father
And a husband to his bride.

The perfect man loves cooking,
Cleaning and vacuuming, too.
He'll do anything in his power
To show his love to you.

The perfect man is sweet,
Writing poetry in your name.
He's a best friend to your mother
And kisses away your pain.

He never makes you cry
Or hurt in any way.
Oh, fuck this stupid poem...
The perfect man is gay."

DEIXEM DE COMER JUNK FOOD!!!

Alimentação saudável
à base de fruta e vegetais...
É DE COMER
E CHORAR POR MAIS!!!

Expressões Idiomáticas

Uma das expressões idiomáticas que mais gosto é:
"Não batas mais no ceguinho".
E embora haja alturas em que
ATÉ dá gosto bater no ceguinho...
...Quando um gajo não tem quem lhe esteja sempre
a bater no ceguinho... Só lhe resta ficar a bater...
Sempre na mesma tecla!

sábado, Outubro 30, 2004

Ideias

Se é verdade que as ideias nos veem à cabeça porque é não temos orgásmos cerebrais?
Ou será que temos e não damos por ela?

sexta-feira, Outubro 29, 2004

Xadrez

Adoro jogar Xadrez, embora jogue mal que me farto!!! Mas por alguma razão obscura que não vem ao caso, retiro sempre grande prazer duma partida de Xadrez, quer perca quer... perca.
Será porque o Xadrez é um jogo onde as peças são todas comidas?
Um Bispo Preto a comer uma Raínha Branca? Um Cavalo Preto a comer um Bispo Branco? Um Rei Branco a comer uma Raínha Preta? Até as Torres são comidas!!!... Dasssss!
Nesta Corte do Xadrez nada escapa! Nem os Peões!!! E não adianta nada aos Peões atravessarem na passadeira que são comidos na mesma!!!
Isto tem muito que se lhe diga...

A Dupla Sertaneja de Jamaicanos no LAF! Comedy Club!



Os meus amiguinhos Sertanejo-Jamaicanos vão estar ao vivo no LAF! Comedy Club! dia 6 de Novembro de 2004... Logo no dia da véspera do concerto de Deicide e no dia em que calha o casamento da minha prima! Porra, pá!!!

A Eu e a Dupla Serteneja de Jamaicanos no LAF! Comedy Club!


UMA BOA RAZÃO PELA QUAL NÃO SE DEVE METER O DEDO NO NARIZ


Baldas

Parece que agora há um número que envia 'desculpas' para um aluno/a se baldar às aulas.
Eu sinceramente, creio que nunca vi nada tão rídiculo e estúpido. Para quê que alguém quer baldar-se ás aulas? E para quê necessitar de enviar uma mensagem para um número a pedir que nos enviem a 'desculpa'? Isto é perfeitamente idiota.
Se um aluno/a não gosta de estudar é simples... Mal termine a escolaridade obrigatória vai trabalhar... Dá tanto jeito ter caixas de supermercado, vendedores de sapatarias, empregados de café... Enfim, uns nascem para servir os que se dão ao trabalho de estudar para poderem ser servidos... É a vida. Não admira que o Tyler Durden (Fight Club 'anyone?) mijasse no creme de marisco. É a revolta da comunidade salário-mínimo que é explorada contra os magnatas que podem e abusam do seu poder... Mas isto lembra-me um episódio que se passou comigo um certo dia, quando eu me lembrei de ir a um tasco na Ribeira e como estava com fome entrei e pedi umas moelas e uma bejeca... Enquanto esperava o meu pratinho de moelas tinha tremoços, pus-me a comer tremoços e a ler um livro... Fui atendida por uma sopeira desdentada que devia ter sensivelmente a minha idade, chegou ao pé de mim quando me veio trazer o que eu tinha pedido... Sai-se com esta:
-Ei, porque é que 'tás a ler?
-Porque é que estou a ler??? (Eu nem acreditava que tinha ouvido bem... Isto é pergunta que se faça??? O que é que estás a ler, ainda é naquela... Estava a ler um livro grosso do Bret Easton Ellis chamado "American Psycho"... É compreensível a curiorisidade... BEM É UM LIVRO SOBRE ISTO E AQUILO E TAL.. E tal... MAS PORQUE É QUE ESTOU A LER?!!?!!?
A resposta que me apeteceu dar era algo do tipo: Bem, entre inúmeras razões que certamente lhe passarão ao lado (pois o seu cérbero ainda está num estágio anterior ao do simiesco Austrolopitecus) estou a ler para não acabar a servir à mesa duma tasca rafeira como esta e não fazer perguntas rídiculas e perfeitamente idiotas aos clientes!!!...
-Estou a ler porque me apetece. - disse e respondi entre dentes - E tu não tens nada com isso minha sopeira de merda... Passa-te ao caralho!
Nisto entrou um gajo com ar de camionista na tasca. Olhou para mim com um ar esquesito... Tipo: - Ei parece que temos uma leitora por estas bandas...
Que gente!!!

Testículos AKA O tomatinho AKA As Jóias de um Homem AKA Testemunhas de Jeovah

Testículos vem do Latim testiculus, i, diminutivo de testis, is, cujo plural é testes, ium.
A palavra testis, em Latim, tem duplo significado: tanto quer dizer testemunha, como serve para designar a genitália masculina. A associação semântica da glândula sexual masculina com o acto de testemunhar tem sido admitida por todos os filólogos e pesquisadores. Sendo o diminutivo de testis, os testículos seriam "pequenas testemunhas". Mas, de quê?
Várias interpretações têm sido levantadas sobre essa questão.
No Velho Testamento encontramos, dentro dos diferentes modos de se proceder a um juramento, o gesto de colocar a mão em baixo da coxa do interlocutor. "Põe agora a tua mão debaixo da minha coxa. Para que eu te faça jurar pelo Senhor..."(Gen. 24. 2-3).
- Põe a mão na... coxa (!) do teu Senhor... Onde??? Na Galileiaaaa?
- Ou talvez em Sodoma... - diria a Eu.
A prática de jurar colocando a mão sob a coxa era "provavelmente uma invocação à posteridade, que havia de sair de seus lombos, para cumprir o prometido e vingar a sua violação".
DAVIS, J.D. - Dicionário da Bíblia, 2.ed., Rio de Janeiro, Casa Publicadora Batista, 1965, p. 350.
A Bíblia de Jerusalém dá a seguinte interpretação: Trata-se de um "gesto para tornar o juramento inquebrável por um contacto com as partes vitais".
BÍBLIA DE JERUSALÉM: São Paulo, Edições Paulinas, 1985 (comentário à pág. 63).
As mulheres e as crianças não eram admitidas como testemunhas. A genitália masculina seria, portanto, a testemunha do juramento proferido. Este facto não significa, evidentemente, que em Aramaico (a língua primitiva dos Hebreus) se utilizasse da mesma palavra para genitália e testemunhas, tal como acontecia em Latim.
Em Grego Clássico, que antecedeu o Latim, também não havia a mesma homonímia. Testemunha denominava-se mártyr, enquanto os testículos eram chamados de órkhis.
LIDDELL, H.G., SCOTT, R. - A greek-english lexicon, 9.ed., Oxford, Claredon Press, 1983.
Deve ser assinalada, no entanto, a semelhança existente entre as palavras gregas órkhis testículo, e órkos, juramento. Teriam origem comum?
De órkhis derivam os termos médicos de uso corrente, como orquite, orquidectomia, orquiorrafia, etc.
Não há qualquer vínculo linguístico entre os termos usados em Grego e em Latim para nomear a genitália masculina.
Segundo Ernout & Meillet, testis, em latim, é originário do osco, língua falada
na Península Itálica, antes do Latim.
ERNOUT, A., MEILLET, A. - Dictionnaire étymologique de la langue latine. Histoire des mots, 4.ed. Paris, Ed. Klincksieck, 1979.
Outra explicação que se dá para o duplo sentido de testis em Latim é de que os genitais masculinos são "testemunhas da virilidade", como admite Corominas.
COROMINAS, J. - Breve diccionario etimológico de la lengua castellana, 3.ed., Madrid, Ed. Gredos, 1980.
Já no Dicionário Morfológico da Língua Portuguesa encontra-se esta outra interpretação: testis seriam "os que testemunhavam a cópula dos recém-casados para atestar o casamento consumado".
HECKLER, E., BACK, S., MASSING, E.R. - Dicionário morfológico da língua portuguesa. São Leopoldo, Unisinos, 1984.
Para Skinner a aplicação do termo testis para nomear a genitália masculina decorre do facto de que entre os romanos nenhum homem sem testículos poderia ser aceito como testemunha.
SKINNER, H.A. - The origin of medical terms, 2.ed. Baltimore, Williams & Wilkins, 1961, p. 400.
Deve ser realçado que desde Celsus (séc. I d.C.) já não se empregava testis e sim o seu diminutivo testiculus, i.
CELSUS, A.C. - De Medicina. The Loeb Classical Library, Cambridge, Harvard University Press, vol. 3, 1971, p. 390.
Por analogia, a genitália da mulher também era chamada de testículos. A denominação de ovário só foi introduzida em 1480, por De Gradi, ao verificar que as mesmas continham ovos, à semelhança do ovário das aves.
LEONARDO, R.A. - History of gynecology. New York, Froben Press, 1944, p. 183.
Uma explicação simples e plausível é a que nos dá Antenor Nascentes. Os testículos (pequenas testemunhas) são assim chamados porque "não tomam parte activa no acto da cópula: apenas a testemunham".
NASCENTES, A. - Dicionario etimológico resumido. Rio de Janeiro, INL, 1966.
- Está visto que este gajo nunca teve uma gaja que lhe lambesse o tomatinho...
Qualquer que seja a interpretação que se queira dar, parece evidente que a presença da mesma raiz nas palavras que designam testemunha e testículo não se deu por acaso.
É por estas e por outras que eu gosto de estudar Linguística, ou seja o estudo da Língua tendo como objecto em si mesma, a própria Língua. Aquilo que um tal de Saussure chamava a langue/parole e um tal de Chomsky chamava competência/performance.
Digam lá, é bonito saber estas merdas linguísticas todas, não é?
E pensar que fiz a disciplina com 10...
Quanto a mim os testículos o são o máximo! Merecem mais respeito e atenção por parte do mulherio em geral, muito carinho e uma belas massagens... também linguísticas!

quinta-feira, Outubro 28, 2004

Pró-Vida

Próvida é uma marca de produtos vegetarianos e de macrobiótica, mas nesse caso escreve-se "Próvida".
Todavia, «pró-vida» é algo completamente diferente. É o «nickname» dado a todos que são CONTRA o aborto... Eu sou completamente a favor do aborto. O meu maior medo é engravidar... E só depois é que é morrer. Se um dia tenho o azar de engravidar eu mato-me. Simples! Por outro lado, num funeral eu preferia estar no caixão do que a assistir ao dito funeral grávida... Eu adoro uma boa queca mas tomo sempre as precauções necessárias, se tudo correr de acordo com os meus desígnios ainda me ireis aturar por muitos mais anos.
Acho que se uma gaja quisesse fazer um aborto devia poder fazê-lo. Evitava-se muitas chatices... Crianças abandonadas, mães a assassinar os filhos, filhos deitados no caixote do lixo, José Castelo Branco, enfim... Uma panóplia de atrocidades.
Se essas pessoas que são contra o aborto fossem mas é adoptar uma criança abandonada e necessitada de afecto e carinho para poder crescer saudável e feliz é que faziam bem... Sou a FAVOR DO ABORTO E DA ADOPÇÃO... E uma vez, houve alguém... Um desses «pró-vidas» veio dizer-me: - Oh Inês, mas já que tu és tão a favor da adopção porque não adoptas tu uma dessas crianças? Sabem o que eu lhe disse? - Permite-me que parafraseie a grande deixa de Quentin Tarantino em Pulp Fiction quando o próprio QT está a interpretar esse delicioso personagem que é o Jimmie: - NÃO, EU NÃO VOU ADOPTAR UMA DESSAS CRIANÇAS PORQUE... TAKING CARE OF FUCKIN' CHILDREN AIN'T MY GODDAMN BUSINESS!!!!!

terça-feira, Outubro 26, 2004

Experiência Vazia

O sexo sem amor é uma experiência vazia. Mas de todas as experiências vazias... É a MELHOR! Porém, estou convencida que só acho o sexo tão espectacular porque nunca fiz amor... E sabem que mais? Tanto quanto sei, posso continuar assim como estou, que estou bem... Também não tenho grande amor-próprio... Que se foda!

Para Reflectir

Será que os infantes apreciam tanto o infantário como os adultos o adultério?

segunda-feira, Outubro 25, 2004

Pensamento Católico

A bala só faz um furinho. Quem mata é Deus.

domingo, Outubro 24, 2004

Pensamento Saudável

Quando a vida me dá limões... EU FAÇO LIMONADA!

quinta-feira, Outubro 21, 2004

Se Rir é...

Se Rir é o melhor remédio... Então, o LAF! Comedy Club! é uma "Farmácia" portuguesa (com certeza)!
Se Rir "é a nossa última arma"... Então, o LAF! Comedy Club! é um ponto de contrabando de arsenal potencialmente perigoso...
Dê por onde der, se não amanhã... Pelo menos sábado eu vou lá estar!...
Será que os amiguinhos da Jamaicomedy vão dar-me boleia? ;)

Trevas

No ínicio não havia nada. Eram as Trevas...

E depois Deus disse: "Faça-se luz!"

E continuava a não haver nada mas viamos um pouco melhor.

Sexo

É isso mesmo! Vou falar de sexo... A partir de agora estou blue... Vide post sobre "Com que então TU QUERES FAZER Stand-up Comedy? (...)"
As pessoas em geral têm demasiados pruridos em falar de sexo e ainda mais se forem pessoas do sexo feminino. Quando era mais novinha a minha mãe dizia: - Inês!!! Não sejas uma desbocada. Uma senhora não fala de sexo em público.
Pois a Eu acha que é o mal de muito 'boa' senhora... Não falar de sexo... Já para não falar em fazê-lo. Muitas acham-no porco. Eu gosto do acham-no... Dá para acreditar!? Eu não acho o sexo porco... EU SEI QUE O SEXO É PORCO! Claro que é porco. E convém que seja!
Já o tio Woody dizia: - O sexo é porco? Quando é bem feito, é.
Os homens têm muito menos problemas em falar de sexo. O sexo para os homens é uma maneira de impor respeito aos outros homens. É por isso que eles muitas vezes gabam-se das quecas que dão.
Em termos darwinianos quase se poderia dizer que com quanto mais fêmeas um macho tiver copulado, maior a sua popularidade logo, maior é o respeito que impõe. Na Natureza (e agora em especial, para todos aqueles seres humanos sedentários e sem vida-sexual própria que estiverem familiarizados com os programas do National Geographic) é assim... O macho que acasalar com maior numero de fêmeas é sempre o mais forte, o maior, o mais respeitado pelos outros machos (e admirado/cobiçado pelas fêmeas) que vêem nele um exemplo a seguir... E é por isso isso que são conhecidos por: Alpha Macho.
(Isto porque o alpha é a primeira letra do abecedário grego... Sendo assim, o Pipo não é um Alpha Macho n'Os Morangos com Açucar" mas sim um Alpha... Beto.) Esta foi fraquita, que deus... cof cof... correcção: que Bill me perdoe.
A nossa sociedade também já teve e tem os seus Alpha Macho.
Imagine-se a longitude do respeito dos míticos Casanova, D. Juan de Marco... E porque não, o não menos mítico Zézé Camarinha.
Platão inventou o "amor platónico"... Amor espíritual nunca consumado.
Petrarca inventou o "amor petrarquista"... Amor parecido com o platónico mas a senhora que era objecto de tal amor era a donna angelicata.
Os cortesãos inventaram o "amor cortês"... Amor praticado na corte. Os trovadores cantavam trovas de amor à dama pela qual estavam enamorados...
Todos eles chamaram ao seu modus amandis (maneira de amar) algo consoante o seu nome: Platão... platónico. Petrarca... petrarquista. Cortesão... cortês.
Já estou a imaginar o Zézé Camarinha virado para as camones:
- Puta craime. Iore beri uaite.
- Hellow, I am Zézé Little Camera.
- Let's gow tu hotel maik love because I lambe you.
Daí:
Zézé Camarinha... Love Camarónico.
Os homens falam de sexo muito à vontade... E mais, falam e fazem gala disso! Ás vezes até os outros homens ficam na dúvida... "A sério? Meteste-lho... ? E ela deixou???"...
Ás vezes quando um gajo não diz nada depois de ir ter saído na noite anterior com uma gaja os amigos começam a querer saber coisas...
No dia seguinte quando se juntam para beber as bejecas, tá um gajo sossegadito a buber a sua fresca e começam a meter-se os amigalhaços: "E aí? Comeste a gaja?"... "Ela é boa na cama?"...
Gosto tanto deste verbo comer...
Como será quando um canibal Alpha Macho acasala e depois se vai gabar para junto dos amigos?
- Eh pá, ontem comi uma gaja tãoooo boa... Ah! Até deu gosto!
E respondem-lhe os amigos:
- Sim, e depois?
- Nós ontem no jantar de natal duma firma comemos para aí umas 20 gajas e uns 30 gajos!
- E não sobrou nada... - diz um.
- Yah, nem aquelas que traziam uns chapéuzinhos vermelhos com um pom-pom branco e uma mini-saia vermelha...
- Foi tudo. Invadimos aquele edificio e não sobrou ninguém.
Depois pusemos uma bomba para deitarem as culpas nos terroristas...
- Não, não, não.... é esse comer, seus cabeças de abóbora! - enfurece-se o canibal Alpha Macho.
- É comeeeer... - (e o Alpha Macho faz o gesto de "é o tchan" para os outros perceberem")
- Aaaaaah... - dizem os outros.
- Então, conta!!! - dizem imediatamente os colegas.

E o canibal Alpha Macho diz:
- Não conto.
Se um gajo fica calado os amigos ficam logo todos algariados... "Aposto que te fez ...isto... e mais aquilo"! "Ah... Ela tinha um ar bem assanhado... Seu garanhão!"
Se um gajo chega ao pé dos amigos e desbobina tudo com detalhes sórdidos e requintes de malvadez os amigos começam logo a desdenhar:
- Ahá... Até queria ver... Nos teus sonhos! Sim... Sim... Aposto que acordáste com necessidade de mudar a cama.
É assim a mente masculina, vá-se lá saber porquê...
E depois os homens dizem, que nós mulheres é que somos complicadas!
Para nós é tudo muito simples em matéria de sexo só precisamos dum motivo. Nem que esse motivo seja apenas a satisfação de apetites carnais...
Os homens não precisam dum motivo, precisam dum sítio... Ok, esta é velhinha mas achei que ficava bem aqui.
Seja lá pelo o que for, uma mulher quando quer fazer sexo hà sempre pelo menos um homem ansioso por lhe tirar os ardores. Não é verdade, homens? Eles até se assumem como "loucos por sexo" a partir da mais tenra idade... Imagine-se!
O pior é quando o homem quer fazer sexo e a mulher também quer fazer sexo mas o homem pensa que ela na verdade quer é fazer amor e então resolve fazer sexo mas com mais ternura...
Argh! Não pode haver nada pior... Bem, HÁ:
Posso afirmar com certeza indubitável e tenho a certeza absoluta que realmente e infelizmente (ou não) EXISTE muita coisa pior que o chamado sexo com ternura, nomeadamente o J.C.B., o George W. Bush, a Paula Bobone etc., mas sexo com ternura é muito, muito mau...
Nem sequer sexo se lhe pode chamar. É fazer amor... Mas sem amor... É o descafeínado da relação sexual. É café sem cafeína. Parece café mas não excita...
Então de que porra serve tomá-lo?
Sexo com ternura... BAAAAAAAAAAH! Um gajo que faz sexo com ternura estraga tudo... Um homem só sabe fazer uma coisa de cada vez e se estiver a ser ternurento não está a fazer sexo como deve ser. Essa é que é essa! A ternura estraga tudo no sexo. Uma queca com ternura, não é queca nem é nada!
Homens que fazem sexo com ternura... Dá vontade é de lhes foder o juízo!!!
E pensar que há homens que não gostam de fazer cunnilingus que é uma palavra "táa-ver" para minetes... Amigas, se têm um encontro hoje á noite, não sigam o exemplo da Sharon Stone no Basic Instinct (Instinto Fatal)... Aquela coisa de cruzar as pernas, sabem?... ISSO NÃO RESULTA. É PUBLICIDADE ENGANOSA... Façam antes assim: Quando estiverem com o vosso gajo cruzem os dedos e... ABRAM as pernas.
Por acaso isto até nem é lá muito verdade... Falo por experiência própria. A MAIORIA DOS HOMENS GOSTA DE FAZER SEXO ORAL A UMA MULHER... MAS NÃO POR MUITO TEMPO... E SÓ... Gostam... Gostam é como quem diz, gostam porque têm esperança que a mulher EM QUESTÃO lhes faça o mesmo na versão masculina... Ou seja: O fellatio a.k.a. broche, bóbó, chucha, 'telefonema para broxelas', mamada, chupadela, bico (dá-se um prémio - de cariz não sexual - a quem encontrar mais nomes para a versão feminina de sexo oral do que para a masculina).
Claro que isto da versão masculina / versão feminina tem muito que se lhe diga... Depende do ponto de vista...
Mas para quem gostar de sexo oral a sério NÃO HÁ NADA COMO O 69. Encaixa tudo na perfeição e satisfazem-se ambos ao mesmo tempo. Vistas bem as coisas: É a posição mais democrática e políticamente correcta do Kama Sutra. Vatsayannya ou Vatsayvannya ou lá como se chamava o cromo hindu que o escreveu em sânscrito no séc. V a.C. (um bom motivo para não ser cristão, né Mr. Russel?) foi o primeiro democrata sexual sem o saber.
Mas contava-vos eu que os homens ficam, em geral pouco tempo a fazer o belo minete de silêncio... Tenho um amigo que se gaba de ser bom de língua. Disse ele que esteve duas horas a falar alemão para a ratinha da namorada... E só parou quando começou a ter caimbras na língua e dores nos maxilares. Aquela rata já não devia ter claras-em-castelo mas sim, musse de pêssega! Aquilo já devia estar tudo mole e pegajoso ICKY ICKY... Tipo chiclete. Nhac... nhac... nhac... Aposto que ele já conseguia fazer bolinhas com o clitóris dela... Já viram o que é mais de duas horas sem parar? Nhac nhac slurp slurp slurp... Nhac nhac slurp slurp slurp... DUAS HORAS???
O meu inocente comentário: HÁ GAJAS COM SORTE.
Uma vez estava eu a ter prazer oral, quando ele pára...
Estava eu toda: - Oh si cariño... Uhmmm ... Sim sim...
Quando de repente, o gajo pára.
-Oh... Si? Si? - digo eu - Qué passa?
- Parei. - diz ele.
- You stupid man... - digo eu, numa versão feminina do René do "Allo Allo".
- Paráste? Que tu paráste já eu dei conta.
- Eu quero saber é porque é que paráste? - continuei.
- Agora é a tua vez. - diz ele a sorrir e a olhar para mim cheio de pintelhos a espreitarem entre os dentes...
- Quem disse? - digo eu.
- Eu digo. - diz ele.
- Porquê? - digo eu.
-Porque já tiveste que chegue... - diz ele - Agora sou eu.
Já tive que chegue... Que raio de desculpa é esta?
Eu acho que quando eu tivesse tido que chegue... Ele ia aperceber-se disso...
- Bah... - disse arreliada - Vou vestir-me e vou embora. Dá cá as minhas cuecas. E que se lixe o dinheiro do bilhete. Também não estou a gostar do filme!
Escusado será dizer que este relacionamento (baseado na des/igualdade de direitos) não durou muito mais tempo.
("Inspirado" em Bill Hicks.)

Publicidade e Patrocínios

Todo o stand-up comedian que se preze, teve ou tem ou vai ter patrocínios... E uma vez metidos a fazer publicidade desde créditos bancários, a àgua gaseficada, a cereais do pequeno-almoço ou a seja lá o que for... É o descalabro total. É vê-los com grandes carros, cheios de miúdas giras... Até parecem estrelas de hip hop comercial... Todos, menos um... Bill Hicks. Bill, era um stand-up comedian que se (des)preze... Mas, não por mim.
Bill Hicks é o meu mentor espiritual... Espiritual, porque ele inspira-me e também porque o gajo já morreu. Agora só existe em espírito. Eu até me posso dar ao luxo de o copiar que ele não me pode processar por plágio. É só vantagens!
Ele é o meu «muso»... Quando for grande quero ser como ele era:
Uma criatura misantropa feia e gorda, sem gosto pela vida, viciada em drogas, tabaco e pornografia que fazia piadas corrosivas sobre o status quo do seu habitat natural.
Detestado por alguns, odiado por muitos, amado por uma minoria e venerado por ainda menos...
Ele ainda dizia a todos que trabalhavam em marketing "Matem-se!".
(Um bom exemplo para as crianças, não acham?)
Num mundo hipotéticamente improvável se tivesse sido o Bill Hicks a fazer o anúncio da FRIZE cá em Portugal seria qualquer coisa do tipo:
"...E depois de ficar horas a fio a falar de: Como o nosso governo enraba os cidadãos diariamente com o aumento dos impostos e do preço da gasolina, os cortes de subsídios para as áreas da educação, da saúde e da cultura... De como vivemos numa sociedade falocrática na qual o governo usa os meios de comunicação, como a televisão para estupidificar as mentes dos cidadãos com programas de inexistente teor cultural (dos quais quase todos os stand-up comedians falam mal e fazem piadas porque se dão ao trabalho de VER)... Num país cuja a sociedade de consumismo é dominada por produtos americanos e americanizados: ou seja maus produtos de fraca qualidade, mal servidos e a preços exorbitantes... Onde esta mesma sociedade de consumo é levada pela alienação publicitária, com a qual é bombardeada de 15 em 15 minutos nos intervalos dos programas a ter empregos de que não gosta para comprar produtos que não precisa e a comer e beber coisas sem qualquer valor nutricional que não fazem bem ao organismo mas que pelo contrário até fazem mal... E então, fico com a garganta seca... E é por isso que eu bebo FRIZE, o gás com água até para quem não gostava de gáses."
Ai Bill, onde quer que estejas... Amo-te.

...Sei mais ou menos.

Perguntem a um adolescente que vai ter um teste de Matemática na próxima segunda-feira e que esteve toda a noite a jogar Counter-Strike Condition Zero no PC durante 3 dias a fio, se ele sabe a matéria?

Sabem o que ele vos responde? «Sei mais ou menos... »

Meus amigos, o gajo está a mentir. O "sei mais ou menos" não existe. Ele ou sabe ou não sabe...
O conhecimento é como o Chivas Regal, "...ou se tem ou não se tem".

É como a tentativa... Vocês nunca ou/viram o Yoda a dizer no Star Wars... «...A tentativa não existe, ou se faz ou não se faz.»

Bem meus amigos, se perguntarem a alguém se sabe a alguma coisa, e essa pessoa vos responder: «...Ah... Isso sei mais ou menos.» Meus caros, está a mentir:

Ou sabe e não quer dizer, ou então está a fingir que sabe. Logo, NÃO SABE.

E se se der o caso de a pergunta ser: -Sabes a matéria? - e a pessoa em questão ser um indíviduo do sexo masculino entre os 13 e os 17 anos, com aptidão para os computadores, vão por mim que se a resposta for: - Sei mais ou menos... - é bem provável que em 99,9% dos casos ELE NÃO SAIBA!

Bébés

Bébés... Não são tão girooos?
Aqui está um tema que a Eu simplesmente aaaa... dora? Não.
Abomina...
Não são tão adoráveis? Fofinhos, pequeninos, cor-de-rosa com aqueles olhinhos grandes e o narizito pequenino... Aaah!
São tão lindos que dá vontade de os emparedar vivos para fazer Arte ultra-moderna...
A verdade é que a minha vizinha da frente teve um bébé recentemente e ela é amiga da minha mãe... Que maravilha! Venham ver o bébé! - diz ela. Anda tudo maluco com o bébé! Todos querem ver o bébé! O bébé é lindo. O bébé é adorável. O bébé é maravilhoso. Anda tudo a bater mal da pinha cá no prédio com a porra do raio do bébé...
Tudo, menos eu. Sim, porque eu já bato mal da pinha à muito tempo não preciso de nenhum bébé para bater mal da pinha...
A propósito, por falar em bater mal da pinha como terá surgido esta expressão idiomática? Será que há muitos anos atrás quando D. Dinis mandou plantar o Pinhal de Leiria, houve um pinheiro que se formou em Psicologia e depois consultava os outros pinheiros e dizia-lhes: - Ei, tu... Anda cá! Tu bates mal da pinha... Não serves para nada! Vou chamar os lenhadores para te cortarem daqui para fora! E tu aí? 'Tás-te a rir! A partir de agora és o palhaço dos pinheiros... Lenhadores! Homens! Levem este também! Bate mal da pinha! A partir de agora só serve para àrvore de Natal!
Mas voltando ao bébé... Ai o bébé... O bébé é uma gracinha... Tãaaao lindoooo! Eles a mim não me enganam... Aqueles bébés... Com aqueles olhinhos meigos e as suas roupinhas mimosas... Eu sei muito bem porque é que eles vieram. Eles vieram para nos substituírem....
Lembrem-se disso... Da próxima vez que olharem para um bébé e ele vos fixar com aquele olhar doce que só um bébé sabe fazer... Sabem o que ele está a pensar: É uma questão de tempo... Ó cota!
E não importa que vocês tenham apenas 15 anos porque ele tem 1 ano e 3 meses, para ele vocês são tão cotas quanto os vossos pais! Cada vez que um adulto faz anos, há um bébé a um canto a regozijar-se: - Parabéns a você............. Parabéns...Velhadas. Isso, come outra fatia de bolo, isso é uma boa ideia...
E é por essas e por outras que eles se babam... Sim, eles babam sobre as nossas coisas, pensando... Em breve vai ser tudo meu... E como não sabem fazer uma gargalhada maléfica porque ainda não têm dentes Fazem... Jigle gigle gigle gigle.... Buuu... baaah... E depois fazem aquelas habilidades tão engraçadas que é fazer bolinhas com a boca... E nós pensamos: Oh... que kidinho... Kidinho!??? Kidinho o tanas! Como diria o Ricardo, e passo a citar: Meus amigos, aquilo é gente que não interessa a ninguém!!!!

21 Razões para não gostar dos Espanhóis

1.. A mania que eles têm de invadir-nos de 200 em 200 anos (já agora, a próxima invasão deve ser aí para 2004 ou 2005, as padeiras e firmas panificadoras da zona de Aljubarrota já se estão a preparar!), só para levarem nos cornos. Masoquismo? Agora invadem-nos sob a forma de empresas multinacionais com nomes em italiano (e. g. Massimo Dutti, Zara, Mango etc.)

2.. Tratado de Tordesilhas, em que eles ficaram com o ouro e a prata todos e nós com o Alexandre Frota e a caipirinha... pensando bem, o negócio até nem foi assim tão mau para nós!... Foi péssimo.

3.. As sevilhanas. Que raio de gente com auto-estima se veste com vestidos às bolinhas tipo joaninha e saltita enquanto um parolo de cabelo oleoso geme como quem está com uma crise de hemorróidal??

4.. Castilla la Mancha, Estremadura e Andaluzia, todos eles desertos áridos e monótonos, mas sem camelos nem tipos de turbante para tirar fotos comos turistas. Boriiing!

5.. O antigo costume espanhol de reclamar para si terras às quais não têm direito, como Gibraltar, Ceuta, OLIVENÇA (que é NOSSA!), e as Canárias.

6.. Enrique Iglesias, y su magnifica verruga en la tromba...

7.. A língua castelhana, esse prodígio da linguagem, em que seres humanos são capazes de emitir ruídos imitando perfeitamente o som de um cão a roer um osso.

8.. Felipe I

9.. Felipe II

10.. Felipe III

11.. Os seat, o automóvel mais merdoso que existe para oeste de Varsóvia. Boca chauvinista, a treinar diariamente diante do espelho:"Yo esborracho tu seat marbella com mi pujante UMMhhh!...Esto é qué va ser la verdadera auto emoción!!!"

12.. A Guardía Civil, e a sua mania de arrear porrada em políticos portugueses na fronteira. Mesmo que eles estivessem a pedi-las, nos nossos políticos somos nós quem molha a sopa!

13.. Badajoz, a 2ª cidade mais feia do mundo, a seguir a Ayamonte.

14.. Os nomes que ostentam no BI. Quer queiram quer não, Pillar é nome de uma viga de betão que suporta um estrutura, e Mercedes é tudo menos nome de mulher!

15.. A mania que têm de se afirmarem como uma nação unida, quando dois quintos da população tem um ódio de morte aos espanhóis e a Espanha. Viva o Movimento Independente de La Galicia!

16.. El Corte Inglés... Até eles tiveram vergonha da sua criação,pelo que não lhe chamaram "El Corte Español", optaram por atirar as culpas para outro povo,totalmente inocente que lhes é superior em muita coisa!!!

17.. Café espanhol. Uma zurrapa intragável (pior só mesmo a Starbucks americana!) e além disso para se conseguir uma bica em Espanha o cliente tem que especificar expressamente que aquer "sin leche" (e já agora, à cautela, convirá pedir também sem sonasol, sem gelo, sem pelos do peito do empregado).

18.. A riquíssima culinária espanhola: paella de carne, paella de peixe, paella de gambas... Claro que os galegos, os bascos e os catalães têm uma culinária riquíssima, mas esses não são considerados espanhóis (ver ponto 15).

19.. O hábito cínico de nos tratarem por nuestros hermanos portugueses. Responde o Zé Povinho: "Xô bastardo, xô, prá puta que te pariu!"

20.. A televisão espanhola, 100% parola, em que é considerado top de audiências um concurso em que a concorrente, chamada Mercedes (Vrrumm!Vrrum!), tem que dançar sevilhanas (arrghh!!) com o Enrique Iglesias (vómitos!), para ganhar um seat (keep it!) ou um T2 emAyamonte (Nããããããããããããããooooooooo!!!).

21.. Já imaginando a contra-argumentação que alguns tentarão contra esta lista, é de recordar que os filmes do Canal 18 NÃO SÃO FEITOS EM ESPANHA NEM POR ESPANHÓIS! Vejam o genérico, são feitos por americanos, e apenas dobrados em espanhol porque os espanhóis ficariam logo murchos se ouvissem as senhoras a gemer noutra língua que não a sua. Aliás, os espanhóis nunca foram muito dotados para o sexo. (Falo por experiência própria).

Sabiam que a mesma marca de preservativos, começadapor DU, acabada em EX, e ainda com um R algures no meio, comercializa em Portugal preservativos com uma média de 1 cm mais compridos do que aqueles que manda para Espanha?!? É certo que o tamanho não é tudo... Mas alguma coisa isto há-de significar.

AGORA REPITAM COMIGO:

Obrigado, Senhor, pela graça que recebi de não ter nascido espanhol/a.
Ámen!
("Inspirado" num e-mail que me enviaram.)

segunda-feira, Outubro 18, 2004

No Passado Sábado José Moreira esteve no LAF! Comedy Club!

...E quem não viu perdeu uma excelente actuação deste Stand-Up Comedian absolutamente brilhante! Oh, mãenhe a Lasseh matouhe ah galinhah quasehe todah... (Quem mais ia inventar uma música com este refrão memorável!?)
Quem também esteve lá a actuar foi Henrique da Silva, que fez uma piccola routine bastante divertida que entre outras piadas tinha um fado cantado em Inglês (!)
...Como vêem, eis o que vocês perdem quando não vão ao LAF! Comedy Club!...
Perdem isto tudo e muito mais!!!
Para a próxima Quinta está convidado o "Ghost" - Domingos Araújo, Sexta será a vez de Carlos Moura e Sábado de Miguel 7 Estacas... (podendo haver uma eventual troca entre estes dois últimos). Depois confirmo. Apareçam!

domingo, Outubro 17, 2004

Com que então TU QUERES FAZER Stand-Up Comedy? - "Stand-Up Comedy for Dummies" ou Como ser Stand-Up Comedian/Comedienne em 5 passos fáceis.

Pois, pois és muito engraçadinho/a... Mas uma coisa é fazeres os teus familiares (ligeiramente tocados pela fada das vinhas) rirem-se num casamento ou na festa de anos da tua avó... Outra coisa é subires a um palco e fazeres stand-up comedy perante uma audiência.... Para fazeres qualquer tipo de performance ao vivo, tens que ter nervos de aço, um grande ego ou estares mesmo muito bêbedo/a... Em alternativa, as três hipóteses juntas!!!
Para se fazer stand-up comedy é necessário obter-se (por um profissional da especialidade) um atestado de que se é virtualmente insano! Quase toda a gente bombs na primeira vez ("bombing" significa que não se fez uma audiência rir. . . No mundo da stand-up comedy isso não é lá muito positivo, como devem imaginar).

Há um preconceito que um ou uma stand-up comedian ou stand-up comedienne (que é assim que se faz o feminino de stand-up comedian) é uma pessoa que não faz nada durante o dia e depois, à noite vai para os comedy clubs dizer umas graçolas para os amigos e para grupinhos de jovens semi-bêbados... É MUITO mais complexo que isso, meus amigos. Os stand-up comics passam horas a aperfeiçoar as suas routines (os textos representados e ditos de forma coloquial e natural) e têm que ser capazes de ler a mente das suas audiências e saber exactamente o tipo de humor que vai obter uma resposta positiva por parte do público, ou seja, que tipo de humor irá fazer rir determinado público.
Antes de uma pessoa subir a um palco deverá primeiro ter alguma orientação...
Mesmo antes de pensar em fazer uma graçola, deve-se conhecer o vocabulário próprio da stand-up comedy. Aqui está um mini-glossário simples:

Celindrar - Ter uma brilhante actuação. A audiência adorou!

"Bomb" - Ter uma prestação mediocre. A audiência nem sequer sorri. Nestes casos recomenda-se que o/a stand-up comedian/comedienne leve um guarda-chuva para ser futuramente usado como escudo quando a plateia começar com os disparos inusitados de vegetais voadores, como tomates cebolas e afins... (Numa tentativa primária de demonstrar o seu desagrado pela fraca qualidade do set).

Morrer - O processo do "bombing".

Set - A colectânea de piadas que se vai encadear numa história.

Setup - A parte em que se conta uma pequena história, expõe-se uma situação/reflexão ou se expõe uma teoria e na qual não se é suposto rir.
Punch Line - A parte engraçada da história/situação/reflexão/teoria e que é suposta causar o riso, atingindo assim o objectivo supremo da stand-up comedy... FAZER RIR!

Heckler - O personagem da audiência (arruaceiro e sem-maneiras) que interrompe e insulta o/a comediante na tentativa de fazer com que ele "bomb" a sua actuação...

Blue - Quando um/a stand-up comedian/comedienne está blue (azul) significa que está a usar linguagem porca ou a falar de sexo de forma explícita ou outras situações que só dizem (ou pelo menos só deveriam) dizer respeito a adultos. Em Portugal diz-se que "tem bolinha", ou como diz a minha mãe " tem donut no canto superior direito". E.g. FERNANDO ROCHA quando conta as suas anedotas a partir da meia-noite.
Para mais termos relacionados com este tópico consultem o Greg Dean's College of Comedy Knowledge's Glossary of Comedy Terms. Googlem-no!

Agora que sabem os termos técnicos, sigam os meus conselhos e enquanto o diabo esfrega um olho estarão no bom caminho para celindrarem audiências com a vossa stand-up routine. Ou isso, ou vão ser bombardeados com tomates podres... Espero que seja a anterior.
Prontos para fazer os T.P.C.? Tudo que é preciso fazer é ver uma data de cómicos a actuar... Mas nada de ver apenas os vossos favoritos! Quer estejam em palco, na TV, K7 ou DVD, vejam todos os cómicos que consigam. Estudem as suas técnicas e tentem apreender e aprender como eles constroem as suas piadas.

Esperem lá, mas isso não é plágio? A minha resposta: Quem quer que seja que tenha dito que a imitação (o plágio) é a forma mais sincera de admiração, óbviamente que não estava no ramo da stand-up comedy!
É verdade, o maior pecado que existe na stand-up comedy é roubar as piadas a outro cómico. Todavia, apenas e única e exclusivamente com fins pedagógicos, é aceitável pegar nas piadas dum cómico que realmente se admire e tentar reeescreve-las duma forma diferente. Claro que, nunca se deve actuar com as variantes da piada que surjam entretanto, porque isso também é considerado roubo. E roubar é feio.
PASSO 1: ESTUDAR OS MESTRES
Enquanto se estuda os profissionais 'da coisa', deve-se tentar determinar que tipo de comico é cada um deles. Eu tirei as seguintes conclusões (que podem estar erradas):
Cómicos Observadores:
Exemplos: Jerry Seinfeld, Janeane Garofalo, Bill Hicks, Steve Martin, Nilton, Bruno Nogueira, Aldo Lima, Carlos Moura, Ricardo de Araújo Pereira, José Diogo Quintela, José Moreira, Hugo Sousa, Paulo Baldaia, João Seabra, Henrique da Silva, Paula Perdigão, Sandro Mouro, João Quadros, Bob Marley
Cómicos Músicais:
Exemplos: Francisco Menezes, Aldo Lima, José Moreira, Henrique da Silva (?)

Cómicos que gostam de tópicos:
Exemplos: Dennis Miller, Jay Leno, Herman José, Conan O'Brian, Políticos Diversos (e.g. George W. Bush, Durão Barroso, Paulo Portas, Santana Lopes etc.)

Cómicos de Personagens:
Exemplos: Andrew Dice Clay, Tim Allen, Monty Python, Óscar Branco, Maria Rueff, Joaquim Monchique, Ana Bola, Herman José, Maria Vieira, Marco Horácio, Miguel 7 Estacas, Ricardo de Araújo Pereira, José Diogo Quintela, Miguel Góis, Tiago Dores, Eduardo Madeira, "Quim Roscas & Estacionâncio"...

Cómicos de Adereços:
Exemplos: Carrot Top, Gallagher, Jorge Mourato, Marco Horácio

Cómicos de Faz-de-Conta:
Exemplos: Margaret Cho, Lea Delaria, Serafim

Mímicos:
Exemplo: Charles Chaplin, Jim Carrey (antes de se tornar um grande actor), Paulo Matos, Aldo Lima, Francisco Menezes, Marco Horácio

Impressionistas:
Exemplos: Dana Carvey, Mike Myers (Wayne's World, anyone?)

Improvisadores:
Exemplos: Robin Williams, Paula Poundstone, Bill Hicks

Determina em seguida a tua atitude emocional. Richard Lewis é um homem em sofrimento constante. Denis Leary é hóstil... Bill Hicks era amargo, ácido e corrosivo! Bruno Nogueira está parcialmente morto... Qual vai ser a tua atitude emocional? És maníaco-depressivo, cínico, mosca-morta, naïve, ou uma bizarra combinação de todos estes traços? Não escolhas a atitude que te parecer mais engraçada; escolhe aquela que se aplica melhor a ti. É-se mais engraçado quando se é honesto. Após teres travado conhecimento com diversos veteranos da Arte da Stand-Up Comedy, terás uma maior noção de como começar a encontrar o teu 'lugarzinho ao sol' dentro do mercado de trabalho. Com o tempo, acabarás por gravitar em torno da comica personna que melhor representará o teu eu-cómico.
PASSO 2: REÚNIR MATERIAL
Antes de subires a um palco deves saber o que vais dizer (ou não). A audiência pode achar divertido ver-te a derreteres-te numa poça de suor enquanto tentas dizer uma piada, mas eu dúvido que seja esse o tipo de cómico que queres ser. Mesmo um grande cómico do improviso como o Robin Williams escreve o seu material. Ele planeia uma actuação e improvisa em redor do que planeou.
Se te interrogas onde hás-de ir buscar o teu material a resposta está no género de comédia em que te queres especializar. Um ponto de partida universal é a introspecção. Muito do humor feito hoje em dia é pessoal, derivado de experiências pessoais e excentricidades e manias pessoais.
Quer te centres na política ou em familias disfuncionais, o teu reportório vai centrar-se nos teus pontos de vista pessoais acerca desses mesmos assuntos. O significa que vais ter que ir buscar respostas pouco ortodoxas ao âmago da tua alma. Cómico, conhece-te a ti mesmo.
Aqui estão três exercícios que podem ajudar-te a começar:

Divide uma folha de papel em três colunas:
Na primeira, escreve tudo o que te preocupa.
Na segunda, coisas que te irritam.
Na terceira, coisas que te assustam.
Faz uma lista de todos os traços da tua personalidade menos agradáveis. Gozar com a nossa pessoa é terreno estável uma vez que, se estivermos suficientemente à-vontade para nos rirmos de nós próprios os outros também adoptarão essa atitude. Se és feio/a, fala disso! Pensa em ti próprio/a como um meio viável para fazer pouco dos feiosos/as, uma vez que te estás a rir de ti próprio/a.

Faz uma lista de coisas que te tornam único/a, tanto aspectos físicos como psicológicos. Tens umas mãos descomunais? Uma tolerância pouco usual para tolerar álcool? Medo de comer em frente aos outros?
...Ou talvez sejas um pseudo-misantropo com muito pouca vontade para se relacionar com outros seres humanos que adora jazz e cinema... Nesse caso, parabéns! És o Woody Allen!

Estas listas providenciarão matéria-prima para escreveres as tuas primeiras graçolas. Enquanto estiveres a escrever as listas, lembra-te sempre de trazer contigo um pequeno bloco de notas onde quer que vás. Nunca se sabe quando vais ver algo engraçado, e eu garanto-te que disseres para ti próprio "Oh, eu não me vou esquecer," se levares o bloco contigo e tomares nota, não vais mesmo. Escreve TUDO. Até as palermices... (Ás vezes más ideias podem levar a boas ideias).

"E é só?" - perguntas tu. Pretty much. Grande parte do processo da criação de boas piadas é trabalho àrduo e criatividade.
A stand-up comedy é 1% de inspiração e 99% de transpiração. Usem "rexona" quando estiverem a trabalhar, fazem o favor...
Os cómicos trabalham àrduamente o dia todo (mesmo aqueles que possuem talento natural para a coisa), portanto, mãos à obra!
PASSO 3: ESCREVER UMA ROUTINE
De que serve ter material divertido a flutuar em post-its e guardanapos encharcados em cerveja? Para transformar esse material numa verdadeira routine é preciso:
Escreve algumas piadas e ordena-as.
Decide como vai ser a tua comica persona.
Ensaia a tua performance e controla bem o timing.
Escreve algumas piadas.

A maior parte das piadas baseiam-se numa fórmula à base de um setup que culmina numa punch line. O setup explica sobre o que é a piada e a punch line é o que provoca o riso (ou pelo menos é o que é suposto provocá-lo):

Por exemplo:


Setup - "A tua mãe é tão gorda..."

Punch line - "...que as cuecas dela não têm número, têm código postal."

Então, tendo os T.P.C.s que fizeste anteriormente como referência, escreve as tuas piadas usando os seguintes formatos:


Listas:
O número mágico em comédia é 3. Os dois primeiros são semelhantes, mas o terceito é o oposto. ("Alguns nascem com grandiosidade, outros tornam-se grandiosos e alguns contratam os chamados «Relações Públicas»." -Daniel J. Boorstin)


Comparações:
Assinalando diferenças. (A ideia das mulheres duma noite bem passada é um jantar romântico à luz das velas e um passeio ao luar, junto à praia... A dos homens é assistirem em casa a um jogo de futebol em que a equipa deles ganhe, um jantar bem confeccionado como deve ser (uma boa feijoada ou chanfana) e uma gaja para dar uma antes de enfiarem os corninhos na palha!)

Símile:
Descrever algo assemelhando a algo completamente díspare. ( "...parecia o cadáver da Meryl Streep se o obrigassem a distribuir sorrisos numa festa. - Tyler Durden in Chuck Palahnuik's Fight Club).

Observações:
Chamando atenção para a absurdês da vida quotidiana. ("Não se pode ter tudo. Quero dizer, onde é que iam por tanta coisa?" -Steven Wright)

Mímica:
Fazer pouco de alguém copiando-lhe os tiques. (A tua mãe, a tua cara-metade choramingas, o advogado . . . Certifica-te porém, que nenhuma dessas 'personagens' te está a ver.)

Callback:
Uma piada com uma punch line que se refere a uma piada feita num momento anterior no teu set. ("Eu até ia mandar uma carta à tua mãe... Mas esqueci-me qual é o código postal impresso nas cuecas dela.")

Não usarás certamente, todos os formatos na tua routine, e há muitos mais... Estes são um bons alicerces para trabalhares e estruturares o teu set.

Para uma leitura mais aprofundada neste assunto recomendo: Stand-Up Comedy: The Book. Outros bons livros são: How to Be a Working Comic e Zen and the Art of Stand-Up Comedy.

Após escreveres as tuas piadas, tenta encurtar ao máximo os setups. O tempo de atenção do cliente standard dum comedy club é bastante curtinho. Lá também se bebe (e bem) e como tal ninguém vai estar com pachorra para ouvir um setup muito longo sem perder o interesse. Os clientes dos comedy clubs querem entertenimento fácil, porque pensar é complicado mas rir é fácil. Não lhes dês muito que pensar...

Depois de limares as arestas a umas piadas que preencham 10 minutos de tempo em palco, estarás pronto para as transformares numa routine de stand-up comedy. Ah! E ensaia sempre mais 5 minutinhos de material extra não vá o material originalmente planeado não surtir o efeito desejado...

Ordena as piadas.

Observa a tua lista e escolhe e selecciona a melhor e a mais engraçada. Guarda essa para o fim.
Depois pega na tua segunda melhor piada e coloca-a no ínicio. Desta forma abres a tua actuação em grande e fechas a actuação com a maior gargalhada e o maior número de aplausos o que é sempre bom. A terceira piada mais engraçada deve vir antes da última. A seguinte piada mais engraçada logo a seguir à primeira e por aí fora até preencher o total dos 10 minutos. Esta estrutura em ziguezague permite criar uma actuação equilibrada e que em termos práticos resulta melhor uma vez que as partes em que as pessoas vão centralizar a sua atenção é o começo e o final de uma actuação. O número de piadas vai depender da forma como vão ser contadas e da duração das mesmas.

Decide como vais apresentar-te em palco.

Estuda os que já andam na stand-up comedy há mais tempo do que tu. Qualquer um consegue contar uma anedota, mas os verdadeiros stand-up comics são pessoas divertidas para ínicio de conversa. Descobre com que cómicos te identificas. Não quer dizer que tenhas que agir como eles, mas se o teu género de piadas é semelhante às deles, as probabilidades que tenhas uma atitude em palco semelhante são bastante grandes. A diferença é que a tua personalidade única irá ter um brilho próprio porque não será nada mais nada menos do que uma extensão de ti próprio/a. É isto que dará vida à tua performance. De outra forma, acabarás a recitar as tuas piadas... Uma forma de entertenimento não muito agradável de ver.

Ensaia a tua actuação.

Só tipos como o Jay Leno, o David Letterman e o Herman José têem direito a cartões com frases-chave, o que é óbviamente, injusto. Tu vais ter que memorizar as tuas piadas. Portanto, até teres direito ao teu próprio programa de tv vais ter que praticar, capice? A parte díficil não é decorar as piadas... É decorar a forma certa de as contar. A maior parte das piadas não são sobre palavras própriamente ditas mas sim, sobre a forma como são ditas, como são traduzidas em linguagem gestual e expressão facial e corporal. Portanto, pratica muito bem o teu material. Conta-as a quem quer que seja que as ouça e analisa as suas reacções para determinares o que ainda tem que ser mais trabalhado. Praticar as tuas piadas não é o mesmo que decorá-las. Se conheceres o teu material demasiado bem, vais estar apoiado/a numa estrutura demasiado sólida e rígida que não terá abertura e flexibilidade suficiente para permitir um ou outro improviso. Não faças isso, dá espaço ao improviso.

Trabalha bem o timing.
Lamento não te poder dizer muito acerca de timing mas não há nenhuma fórmula para controlar o timing. Um cómico brilhante em matéria de timing é o Ricardo de Araújo Pereira. É um talento inato e uma capacidade adquirida através da aprendizagem. Tenta ter uma ideia de qual será o melhor timing para determinada piada enquanto a praticas e tenta reúnir o maior número possível de crítica construtiva possível. Após isso, terás que confiar na crítica do teu público.


Sentes que ainda tens que praticar mais? Considera a hipótese de teres umas aulas de stand-up comedy. Se vives numa grande cidade, talvez haja quem se ofereça para te ensinar no comedy club mais próximo ou no grupo de teatro da tua zona residencial. Se não houver essa hipótese, procura numa escola de Artes de Palco que disponibilize um curso que inclua a a improvisação. Cursos de improvisação são especialmente bons para os casos em que sentes que o teu material não está a resultar lá muito bem... Uma vez que já te sintas bem preparado/a está na altura de actuar e apresentar o material perante uma audiência... Gulp.

PASSO 4: ENCONTRAR UM SÍTIO ONDE ACTUAR
O sítio mais óbvio e lógico para apresentar uma routine de stand-up comedy é um comedy club. Procura nas páginas amarelas um comedy club e liga para lá para saberes quando há open mic ou noites de amadores.
Além dos comedy clubs, há bares e discotecas que disponiblizam noites dedicadas à stand-up comedy e onde podes começar a praticar esta arte.
Deposi de fazeres rir as pessoas pela primeira vez torna-se viciante. Quando deres por ti já andas a vaguear pela cidade a farejar sítios onde possas actuar. Finalmente pergunta a outros cómicos wannabes onde podes começar a actuar. Se eles não forem super-competitivos talvez te digam a verdade e talvez te possam dar bons conselhos.
PASSO 5: 'BORA LÁ GANHAR UNS EURITOS
Depois de teres participado na noite de amadores umas quantas vezes, o próximo passo é determinar se tens potencial e o que é preciso para te tornares profissional. Se audiência se riu, é porque tens piada. Se eles não se riram então, 1) tens que trabalhar mais as tuas ideias 2) tens que trabalhar melhor a forma como dizes as piadas ou 3) és um caso perdido (há por aí algumas pessoas que não metem graça nenhuma mesmo sendo simpáticas, como por exemplo o Malato). A única maneira de descobrir é aperfeiçoar o material e o timing da próxima vez que subires ao palco. Alguns comediantes experientes tentam 'bomb' as suas actuações só para descobrirem o que não resulta. Não sugiro que faças isto, a menos que tenhas um ego desmedido e / ou sejas masoquista e gostas de ser motivo de chacota pública.

Mais do que a experiência algo que separa os amadores dos pros é que os pros são contratados e pagos. No começo podem não pagar muito, mas assim que começares a ganhar uns cobres jeitosos por teres piada, então saberás o que é ser um/a cómico/a com emprego. Depois podes dizer às pessoas que és um comediante que serve à mesa de vez em quando em vez de dizeres que és um empregado de mesa engraçado... ;)

"Stage Fright" - Medo de estar num palco

A Eu gosta muito de escrever textos jocosos de estroinice e stand up comedy mas não me sinto apta para os ir dizer pois a eu sofre de stage fright... Já me andam a tentar fazer subir ao palco mas o micro assusta um bocado...
Deve ser do formato... Comprido e grosso... Mas só tem uma bola!
Deviam fazer microfones especiais para louras tímidas como eu...
COM DUAS BOLAS NA PONTA!

sábado, Outubro 16, 2004

A Carta

Não, não é aquele pedaço de celóide rafeiro do Sr. Oliveira com a Charrada Mastroianni e o Pedro Abrunheiro... É a carta de condução! Finalmente já vou aprender a conduzir! Como sou purista já disse aos meus amigos que queria ter um instrutor que ensinasse de acordo com o autor que escreveu o primeiro código, ainda no chamado período da Renascença... O Leonardo DaVinci!
Ah! E como disse o meu amigo stand up comedian Henrique da Silva...
(Atenção: A próxima piada é da autoria dele).
- Com o Leonardo tenho boas chances de tirar boa nota... É que o Leonardo... dá vinti! ;)

sexta-feira, Outubro 15, 2004

Incesto

Eu gosto do incesto... Qual pecado, qual carapuça! Dizem que se um homem e uma mulher irmãos forem para a cama e tiverem filhos, os filhos vão nascer loucos... Daí o escândalo dos Maias queirosianos... Eu não quero ter filhos. A partir de agora só vou para a cama com o meu irmão. Só me traz vantagens! Primeiro fica tudo em família e segundo se por acaso engravidar nunca tenho filhos... Só sobrinhos!

Compromisso

Terminei à pouco tempo com o meu ex-namorico. Ele diz que lhe dei um desgosto... Que tinha um sonho e não sei quê mais... A verdade é que eu já não estava apaixonada por ele e não fazia sentido continuar o namoro nestas condições. Será que ele preferia que eu saísse com outros homens e namorasse com ele na mesma? Bolas! Porque é que eu não me apercebi disso e optei pela atitude sensata de por um termo na relação?
Eu até que nem tenho fobia ao compromisso... Bem que eu me comprometia com um homem que me tivesse afecto, amizade, fosse giro... E não se importasse que eu saísse com outros homens! Isso sim, isso era um compromisso que até eu assumia (...ou não)!

Gramática

Já viram que quando se escreve (ou fala) sobre J. C. Branco não usamos artigo?
Diz-se O Pedro... O Marco... O Paulo... A Maria... A Ana... A Carla... O José... Moreira... O José... Pedro Sousa... Mas não se diz "O/A José Castelo Branco", pois não?
Aquilo é o quê?
Na dúvida e uma vez que o Português (Norma Padrão) não é uma língua que inclua o género de neutro como o Alemão ou o Grego, retiramos os artigos e então a empertigada criatura é desartigada e logicamente degenerada no sentido étimológico da palavra (sem género)...

quarta-feira, Outubro 13, 2004

"Chicken McNuggets"

Quem é que já foi ao McDonald's comer Chicken McNuggets?
Que McRaio é aquilo?!!?
E de que McParte da McGalinha aquilo McSaiu???
É que se aquilo McVem donde eu McPenso que vem...
-- EU NÃO QUERO McCOMER!

terça-feira, Outubro 12, 2004

A Criança Interior

Agora há estas conversinhas de treta pseudo-freudianas, de termos uma criança dentro de nós... De a "soltar", e de estarmos em contacto com a criança que todos temos cá dentro...
Cá para mim faziam muito melhor em deixar a porra da criança interior em paz, e entrarem mais em contacto com o adulto exterior...
Mais, depois queixam-se da pedófilia! Anda aí tudo a entrar em contacto com as crianças interiores uns dos outros! É uma pouca vergonha! Metam a criança interior na casa pia interior e vocês vão ver... Vai ser o bom e o bonito!
Sabem o que é que fazia a vossa criança interior mesmo feliz? Arranjem-lhe um apartamento só para ela! E já basta dessas tretas... Argh!

Gajas Alternativas

Os gajos vão para as discotecas e para os concertos para ouvir músca? Não.
Para dançarem? Não.
Então para quê? PARA ENGATAR GAJAS! Porquê? PORQUE QUEREM DAR UMAAAA...
Volta com elas no carro novo?!! Não...
Elas é que querem dar uma VOLTA no descaPUTÁvel dele... "Descaputável" porque é para engatar meninas bem comportadas...
Normalmente tudo corre bem até ela ver que o Ferrari que está parado na porta da discoteca não é dele... Aí é que a porca torce o rabo. A gaja foge e o gajo fica entregue a si próprio.
Eu sugiro aos gajos que procurem gajas alternativas... E em sítios alternativos! Por exemplo, nas morgues e nos cemitérios ainda há muita gaja boa e rijinha... Podem queixar-se que elas são um bocado frias, é certo mas pelo menos não as têm que convencer com falinhas mansas ou promessas a fazer isto ou aquilo... Sabem como é, GAJAS MORTAS NÃO DIZEM "NÃO". Não... Não dizem nada... É só vantagens, meus amigos!!!

Top Models, Cantoras Pop e Actrizes

A maioria das top models, cantoras pop e actrizes, são magras... Não...
Magras não, magééérrimas...

Aquelas mulheres só estão bem para aqueles gajos que quando eram putos e a mãe fazia costeletinhas... Gostavam sempre de chupar os ossinhos!

Isto é dôr-de-coto porque eu sou uma ilustre desconhecida sem cheta no bolso que tem que queimar as pestanas e elas são todas magras, ricas, têm homens fantásticos e não lhes custa a ganhar nada na p... da vida?
E tudo porque na arbitrariedade da vida nasceram com o sítio-onde-o-sol-não-brilha virado para o Sol... E para Lua?...
...É!

Arte

O que é a arte?
A arte é por definição algo que existe para ser artístico. Algo que tem por função única e exclusivamente ser um objecto artístico. Bem, sendo assim tudo pode ser visto por um prisma artístico... O Futebol levado ao seu expoente máximo também pode ser Arte? Bem, isso não sei mas lá que o David Beckham tem um corpo escultural, tem!

segunda-feira, Outubro 11, 2004

A PP, a Eu (IR) e o CM no LAF! Comedy Club!

A Eu com a fantástica e talentosíssima Paula Perdigão!

Esta foto foi tirada no melhor
(também é o único, mas isso não interessa),
Comedy Club do Porto e arredores
LAF! Comedy Club!
Quem olha para a Eu com um cachecol dos SD...
e vestida de azul e rosa, não diria...
Mas ambas adoramos Metal, (Stand Up Comedy)
...e temos um fetish por homens de cabelo comprido!

domingo, Outubro 10, 2004

Geração Prozac

Um dia a Eu andava mal foi à médica e foi-lhe diagnosticada uma depressão. Ela disse que ia receitar uns comprimidos... A Eu disse: - Ó Doutora Vera, deprimida, comprimida e oprimida já ando eu... É melhor receitar-me uns descomprimidos que é para ver se eu me animo. E ela disse: Nada disso, tu precisas é de sair à noite, divertir-te, fazeres aquilo que gostas. O que é que fazes na vida?... A Eu disse: - Sou professora... E aí a minha médica também receitou antidepressivos... a si própria.

sábado, Outubro 09, 2004

The Sex (non)Sense

I got a secret...
I FUCK DEAD PEOPLE!

Death

Only dead people are cool.

Tabaco

Decidi re-começar a fumar... Tabaco. Todos os maços dizem qualquer aviso rídiculo...
Tipo: FUMAR MATA... Ei, minha gente! VIVER MATA!...
E depois os avisos são todos do tipo:
FUMAR PODE PREJUDICAR O ESPERMA... Eu não tenho esperma. Logo, as mulheres... PODEM FUMAR À VONTADE... E é fixe para os homens que não gostam de preservativos... Acho eu! Pelo menos eu a partir de agora sempre que puder vou usá-lo como método anti-conceptivo... (Querido, se queres pândega tens que ser fumador pelo menos há 2 ou 3 anos!)
Ah! E ainda há aquele FUMAR PODE PROVOCAR O NASCIMENTO PREMATURO DO FETO... Daqui conclui-se que a mãe do Joe White Castle (a.k.a. José Castelo Branco) era fumadora inveterada!!! Logo, pariu um... ABORTO... [Afinal, o homem... (perdão, a 'coisa')... não tem culpa!]
E para todos os efeitos, basta não fumar a marca que diz AVISO: FUMAR PODE PROVOCAR CANCRO DO PULMÃO que estou safa!!!

terça-feira, Outubro 05, 2004


Quentin Tarantino vs Forrest Gump

O Primeiro «Karaoke-Blog» Orgulha-se de Apresentar... Manoel de Oliveira da Serra!

Lembrei-me dum realizador que eu adoro... Não, não me recordo de ter visto um filme dele até ao fim, MAS... A-d-o-r-o-ooo! Já sabem que é? É o gajo do título deste post, pois claro! E adoro-o porquê? Porque apesar dos filmes dele serem chatos como a potaça o gajo farta-se de ganhar galardões aqui e acolá... Já para não falar que os filmes dele são uma fonte ríquissima de material para fazer textos de stand up comedy. É, o Ti Manel, é um excelente... Não... Um exceLENTO realizador!

Aclamado mundialmente... Em França, Paris, Cannes... Também podia falar assim do Jean Luc-Godard (dada a provecta idade de ambos) mas acho que ele ainda é tenrinho... Ele é muito bom realizador... Os filmes dele é que são uma MERDA mas ele é muito bom realizador. Eu acho que(inserir aqui um olhar pensativo) ele é mesmo muito bom... Muito bom, mesmo.

(Agora o comediante fala usando a entoação e os gestos no inconfundível estilo Professor José Hermano Saraiva) - Meus amiiiiigos, estou aqui a falar-vos do mais antigo e importante realizador português... Ele é tão antigo, que há já quem suspeite que ele foi mumificado sem o conhecimento do público... Ele é tão antigo que os filmes dele não são uma bosta, são cropólitos!

Repito: Os filmes dele são uma bosta, mas ele é o melhor realizador Português... É o melhor a adormecer mais gente em menos tempo....
Eu não recomendava os filmes dele nem ao meu pior inimigo... Mas, enfim... Ele farta-se de ganhar Palmas d'Ouro, que para quem não sabe é o mais importante galardão que um cineasta pode receber a nível europeu... Portanto eu sugiro que se bata aqui uma valente salva de palmas (de ouro) ao homenzinho que ele merece... Pronto! Já chega. O homem já tem uma certa idade, ainda tem um ataquinho... Convém não abusar. Quiçá... Ainda lhe pode dar uma coisinha má... Pensando melhor... Ok! Batam palmas outra vez!
Sim sim, ouviram bem... O Sr. Oliveira, monssieur Oliveiráh para os jolis amies... Tem uma vestuta e provecta idade... Ou seja, ESTÁ VELHO!!! Velho, não se diz... É idoso. É mais delicado... Deixa cá ver... Idoso, senil, caquético... Mais parece uma múmia-paralítica! (Acompanhar com gestos de tremeliques)... E o raio do velho farta-se de facturar! E ainda tem o desplante de ganhar prémios!!! E vocês agora podiam dizer... "Ó Inês tu cá para nós (mim) estás é com inveja do Sr. Oliveira... E eu respondia: Estou com inveja... O Cara... ças! Até lhe dediquei uma música e tudo!

(Ao ritmo da popular música portuguesa "Oliveira da Serra" karaoke-blog):

Ó Oliveira cineasta

E tudo vento levou

Ó-i-ó-ai só a ti ninguém te leva

Ó-i-ó-ai, para o Vale Abraão*

(O comediante faz uma pausa. E diz: "Já sei que não rima, mas como diz o outro era o que estava à mão)!

(Continuar a cantar):

Ó Oliveira das fitas

Da "Palavra e Utopia"

Ó-i-ó-ai, só a ti ninguém te levou

Ó-i-ó-ai, para estudares na Casa Pia

Um à parte: [Talvez, se tivesse estudado (chama-lhe estudar) lá, ele não tivesse feito um filme com o título de Aniki Bóbó]...

Outro à parte: (Talvez tivesse feito um Andaki Bibi... Ou coisa que o valha)...

(O comediante prossegue):


Ó Oliveira de Cannes

Rei Português do celulóide

Ó-i-ó-ai, só em ti ninguém repara

Ó-i-ó-ai, que estás a ficar mongolóide!

Ó Oliveira do Cinema

Foste tu que escreveste "A Carta",

Ó-i-ó-ai, mas por mim podias ir

Ó-i-ó-ai, fazer filme para o raio que te parta!!!

(Não é para me gabar mas ora aqui está uma verdaderia cantiga de escárnio e de maldizer dos tempos modernos)!

Inês Ramos (c) 2005

Demand Panic! At The Disco with Eventful! Discover and Create Events at Eventful Learn More about Eventful Demand

"It's an insane world and I'm proud to be a part of it. - Bill Hicks"