sábado, dezembro 11, 2004

"Os Nervos São a Desculpa do Mal Educado."

Sempre que eu digo palavrões cheia de nervos lá em casa e o meu pai me ouve a dizer umas caralhadas... Repreende-me...
A Eu: - Oh, pai... Foda-se! Estou cheia de nervos... Estou com tensão pré-menstrual e em época de exames lá na faculdade... Foda-se! Ahfuedasse! Dá-me um desconto caralho!!!
Pai da Eu: - Já te disse que não quero que fales assim... Há uma frase que eu conheço há muitos anos e que nunca me saiu da cabeça... «Os Nervos São a Desculpa do Mal Educado.»
A Eu: - Oh pai, foi o avô que te disse isso, não?
Pai da Eu: - Não por acaso recordo-me que estava escrito numa parede algures no porto aqui há uns anos atrás...
A Eu: - Ah! Aqui há uns anos atrás era esse tipo de merdiolices que escreviam nas paredes... Não admira que agora escrevam «João AMA Carla» ; «S.L.B. 4EVER» ; «Wolf procura Diana »; e afins...
Pai da Eu: - Escrevem, porque são mal educados...
A Eu: - Não! Escrevem por necessidade e digo-te mais se eu fosse a passar e lesse numa parede da via pública "Os Nervos São a Desculpa do Mal Educado." ficava logo com uns fernicoques e uns NERVOS tão grandes que pegava numa lata Montanna (vermelha) e um fat cap para comentar por cima com letras garrafais: FODA-SE!!!

14 Comments:

Blogger W. disse...

Lê-se ou Lesse? Posso estar a dizer uma barbaridade mas aquilo não me "soa" bem... :S

3:14 da tarde  
Blogger Sergy disse...

E se fosse antes a má educação a desculpa dos nervosos?
O pappy rames 2 já pensou nisso:)?

5:06 da tarde  
Blogger Dr. Hee disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

5:12 da tarde  
Blogger Goth Mortens disse...

Os palavrões, quando devidamende utilizados têm efeitos fantásticos. Aprovo a utilização de palavrões da mesma forma que a Igreja aprova o uso da palavra Deus: não se devem invocar em vão! Com peso e medida um palavrão pode mudar a vida! No sexo como na vida o palavrão é o sal que te tempera a comida!

9:12 da tarde  
Blogger Sergy disse...

No Porto gosta-se muito de sal!
Ah pois é, FODA-SE!:)

9:54 da tarde  
Blogger Miss I disse...

Acho que finalmente percebi a frase "quero-te tanto como a comida quer o sal".. As coisas que se aprendem na net! he he

8:58 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa disse...

Inês, tu tens graça mesmo sem palavrões. Experimenta prescindir deles a menos que seja estrictamente necessário. Isto se queres que o teu humor desça até aqui à mouraria.

2:27 da tarde  
Blogger Sergy disse...

Tu não percebes, pá!
Nós aqui em cima não dizemos palavrões por acharmos engraçado, por sermos mal-eucados ou por que queremos ofender alguém ou ferir susceptibilidades!
Nós dizemos porque para nós, essas palavras fazem parte do vocabulário normal do dia-a-dia!
Exemplo : "vamos lá comprar os filhos da puta dos bilhetes para a merda do filme antes que o caralhos esgotem, foda-se" é uma frase perfeitamente normal, entre pessoas cultas e educadas.
Também é de bom tão chamar "cabrão" ou "filho da puta" aos nossos maiores amigos!
Tudo depende da intenção com que se dizem as palavras!
Ah, e se acham que nós no Porto falamos mal, é porque nunca estiveram em Braga!:)

3:31 da tarde  
Blogger Goth Mortens disse...

Tenho que dar razão ao Sergy...e não sou um homem do Norte! Tenho, contudo, grandes amigos do Norte do país e...isto é verdade. Os palavrões são utilizados com uma intenção completamente diferente daquela com que nós os utilizamos. Um deles, que é meu colega do futebol, foi expulso 2 vezes quase consecutivas, para o campeonato, por chamar "Q'a filha da puta" ao ábitro, coisa que, segundo ele, estava habituadíssimo a chamar aos ábitros quando jogava na Maia. Palavras para quê?

9:56 da tarde  
Blogger Sergy disse...

Ya, desde a mais tenra infância habituamo-nos a dizê-los!

Também é de bom tom acabar cada frase com "e o caralho!"

1:20 da tarde  
Blogger marypopins disse...

em qq ponto do mundo uma boa caralhada sabe sempre bem!!!!! é ou nao é foda-se!?!?!?!?!?

4:55 da tarde  
Blogger Goth Mortens disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

8:19 da tarde  
Blogger Goth Mortens disse...

Ouvi uma há algum tempo que me parece interessante! Experimentem substituir caralhada por pixotada! A sonoridade cria logo uma dinâmica completamente diferente!

8:19 da tarde  
Blogger Sergy disse...

Mas ó Goth, ouvi dizer algures, que quem pensa que dar uma caralhada ou uma pixotada é bom, é porque nunca mijou!
LOL!

11:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Demand Panic! At The Disco with Eventful! Discover and Create Events at Eventful Learn More about Eventful Demand

"It's an insane world and I'm proud to be a part of it. - Bill Hicks"